DIA 6 DE NOVEMBRO – CONSCIENCIALIZAÇÃO DO STRESS

Dia 6 de Novembro assinala-se o Dia da Consciencialização do Stress, tendo como objetivo sensibilizar as pessoas para a importância do bem-estar e da partilha de estratégias no combate ao stress ás organizações e ao indivíduo. Está constantemente preocupado? Não consegue desligar do trabalho? Não sabe como relaxar ou desfrutar dos momentos de descontração? Não está sozinho, e é para isso que se assinala este dia.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) classificou o stress como “a epidemia de saúde do século XXI”, afetando cada vez mais indivíduos a um nível global, com agravamento neste período pandémico. Apesar de invisível, o stress tem um peso elevado, podendo levar a complicações de saúde, como o declínio do sistema imunitário, o aumenta da pressão arterial e da suscetibilidade a doenças cardíacas.

De recordar que o “burnout” (stress profissional) entrou na nova classificação internacional de doenças da OMS, sendo definido como “um sentimento de exaustão, cinismo ou sentimentos negativistas ligados ao trabalho e eficácia profissional reduzida”.   Desta forma, é importante que implementemos estratégias para lidar com o stress, priorizando a nossa saúde individual, o que inclui o bem-estar mental. Se se sente no limite das suas capacidades, num estado de descontrolo, não perca mais tempo e procure ajuda médica.

De seguida apresento algumas recomendações, que são conselhos genéricos e abrangentes que poderá seguir no seu dia-à-dia:

  • Inspirar e expirar profundamente durante alguns segundos;
  • Quando se sentir triste, ansioso, confuso contacte os seus amigos e familiares – falar com pessoas em quem confia pode ajudar;
  • Recorra a capacidades e competências que já o/a ajudaram no passado a lidar com situações adversas;
  • Fazer pausas ao longo do dia de trabalho;
  • Não acumular demasiado trabalho – pedir ajuda sempre que necessário;
  • Apontar todos os compromissos e tarefas, para não estar a sobrecarregar o cérebro com esse tipo de informação;
  • Trabalhar num espaço limpo e organizado, com objetos que o façam ter recordações felizes;
  • Mantenha um estilo de vida saudável – alimentação equilibrada, períodos de sono e descanso adequados, exercício físico com regularidade;
  • Não fume, não consuma álcool ou drogas na tentativa de lidar com as suas emoções;
  • Ser positivo, e não começar de imediato a imaginar os piores cenários possíveis;
  • Fazer meditação;
  • Ouvir música.

Artigo Elaborado por:
Andreia Pereira
Interna de Formação Específica em MGF
USF Serra da Lousã

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *